Comemoração do Aniversário do Escritor Jaime Cortesão

Aniversário do E
scritor Jaime Cortesão

Jaime Zuzarte Cortesão nasceu em Ançã, Cantanhede a 29 de abril de 1884. Foi médico, político, escritor e historiador português. Filho do filólogo António Augusto Cortesão.

Estudou no Porto, em Coimbra e em Lisboa, vindo a formar-se em Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra em 1909. 

Em plena Primeira Guerra Mundial defendeu a participação do país no conflito, tendo publicado as memórias dessa época.

Em 1921, abandonando a Renascença Portuguesa, foi um dos fundadores da revista Seara Nova.

Participou numa tentativa de derrube da ditadura militar portuguesa, presidindo a Junta Revolucionária estabelecida no Porto. Veio a exilar-se em França, de onde saiu em 1940, quando da invasão daquele país pelas forças da Alemanha Nazi no contexto da Segunda Guerra Mundial.


Dirigiu-se para o Brasil e fixou-se no Rio de Janeiro, dedicando-se ao ensino universitário, especializando-se na história dos Descobrimentos Portugueses (de que resultou a publicação da obra homónima) e na formação territorial do Brasil.

Regressou a Portugal em 1957. Envolvendo-se na campanha de Humberto Delgado, foi preso por 4 dias com António Sérgio, Vieira de Almeida e Azevedo Gomes em 1958, ano em que veio a ser eleito presidente da Sociedade Portuguesa de Escritores.

Veio a falecer em Lisboa 14 de Agosto de 1960. A 30 de Junho de 1980 foi feito Grande-Oficial da Ordem da Liberdade e a 3 de Julho de 1987 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique, ambas a título póstumo.